terça-feira, 19 de setembro de 2017

;



Existem rodas vivas, loops constantes , ciclos que parece nunca mais acabarem.
Existem mundos entre mundos , ramificações e consequências insuportáveis.
Existem dias atrás de dias presos á mesma raiz que se afunda no mistério do tempo.
Existem vidas que dão a mão com a morte e dão á luz estranhos rebentos da criação.
Existem mulheres feridas por todo o lado carregando as marcas de incompreensão seculares.
Existem os berços de ouro e as camas de palha , e entre o amor e ódio que ali repousaram
e as histórias que foram escritas  ,ficam sempre demasiados detalhes por contar.
Os escorregas e as discrepâncias, uma sociedade doente mas fecunda na medicação ,
Homens esmagados , forçados a vomitar alma , filhos marcados para todo o sempre,
Existem moribundos de fome que perecem sem teto, guerras e ameaças nucleares,
Manipulação ao próprio centro da Terra.
É tudo natural.
No meio do caos, existem flores virgens que despontam ignorantes e são chamadas de amor.
Vêm da forma do nada e com a força do tudo.
São as aves raras que ainda reconhecem beleza no mundo.
Existem sempre armas com elas em mira .
Muitas morrem alvejadas ainda no seu primeiro voo.
Outras tornam-se mais astutas e migram para zonas mais seguras.
Pousam no ramo , na nova habitação.
Escrevo com uma caneca de café fumegante nas mãos e oiço dois tiros lá ao longe.
Regela-se a alma já habituada , Outra que se foi ...
O sangue nas asas agora inerte, tem cheiro intenso de quem amava mais alto do que alguém deveria arriscar amar .
Ela sabia que não estava segura em lado nenhum,
foi por isso que tentou a sua sorte.
E outro loop, outro movimento célere na roda se iniciou.
Mas são os caçadores que acabam com barriga cheia , e ave rara, decorada de pétalas exóticas e corajosas, acabou por não ter oportunidade de nada.

Existem situações incompreensíveis neste mundo ,
cada alma com um novelo e poucas são as que atinam como o desenmaranhar.







Sarah Moustafa

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

!




Votos de confiança, cada vez menos.
As pessoas têm sempre uma motivação secreta, e maioritariamente dúbia, para se aproximarem de ti .
Até pode ser uma pulsão incontrolável e inconsciente, mas tu não tens culpa ou tens de levar com isso.
Como se não tivesses os teus próprios demônios para exorcizar , toma lá mais estes e estes e estes estes ....
Se te dispuseres a ser um tapete , as pessoas por mais que te adorem , vão te usar mesmo.
Se te dispuseres a ser mula de carga, não te queixes das dores nas costas e das contraturas manhosas.
Não sei se sabem , mas o peso tende a piorar.
Se te dispuseres a ser magoada , o homem a tua frente por mais que tente ter cuidado, vai querer dar cabo de ti de todas as formas que conseguir.
É matemático.
Esse foi o meu problema, detesto números e ciências.
E agora resolver o problema ? :)
Ás vezes o perigo é tão óbvio e tu sorris que nem uma parva " desta vez vai ser diferente " .
NÃO VAI.
A diferença só partirá de ti e das boundaries que começares a impor na tua vida , o que permites e o que não aceitas de todo.
Aqui sê de ferro , vais agradecer o resultado final.
É melhor ser um pouco arrogante e assertiva do que ser " camarão que dorme e a onda leva ".
Não acomodes ninguém onde nem tu queres estar.
Confia, tendo provas que podes confiar.
Umas trincas do lobo mau , só de porta fechada, gemidos bem altos e na forma de uma bolinha vermelha.
Vamos brincar  ?
De manhã, ele tem que continuar a querer dar-te tratamento de Rainha .
Testa, faz BIRRA.
Os que sorriem para ela e ainda te trazem o café á cama são os Keepers.
Os que te puserem anel de Diamante no dedo , podes arranja-lo numa daquelas máquinas com brindes  , os que te trazem uma Rosa mesmo quando dizes não gostares nada dessas tretas lamechas, os que te incentivam a deixar-te de merdas e a ires atrás dos teus sonhos.
Os que te abanam e empurram contra a parede quando precisas de uma chapada de realidade.
Os que te vêem a babar na almofada e ainda te acham a coisinha mais Sexy, os que ressonam que nem tordos e continuam a ser com quem queres partilhar todas as noites.
Esses sim, confia, devagarinho , passo a passo.
E depois entrega-te.

O Coração é Rubi que vale Ouro.
Não permitas que te roubem.
Não permitas.



domingo, 17 de setembro de 2017

(...)





A verdade, permanece sufocada , prisioneira nas tuas mãos .
Será que já se fundiu na tua pele, tão incrustada permanece, que já não sabes dela?
Ou como libertar o peso de várias encarnações e deixar o pássaro no teu coração , absolver-se e falar.
Tornei-me no mais belo retrato das tuas insuportáveis falhas e o nó mais apertado dos erros que não sabes como reparar.
Escondes-te dentro do armário como um menino perdido no labirinto dos seus medos.
Está tão escuro ...
Não queres que me descubram , que me vejam que saibam que me trancaste.
Meu Peter Pan...
Fui outro sonho de que tiveste de abdicar ?
Não consegues crescer enquanto a minha memória existir.
Queres voltar atrás no tempo ?
O Que será que farias ?
Voltarias ao primeiro momento ou evitarias estar presente de todo?
Afinal aquela aula era só para mim.
Fecho os olhos, não estás.
Então porque te sinto em todo o lugar?
Parte do que me deixaste, foi a descoberta deste mundo invisível.
Agradeço-te mas é difícil viver só com o teu espirito, ainda estamos tão vivos e nós exigimos a carne.
Sinto que adoeces sem mim.
Já não és o mesmo e eu também não , e essa noção mata-me um bocadinho.
Éramos tanto .
Sou forte.
Tudo acontece por uma razão.
Perdemos o Norte em vez de termos sido simplesmente caminho.
Não sei porque o fizeste, sei que está feito.
A escolha .
É tão irreparável que o Mundo inteiro pára para nos ver chorar.

Não é bonito.
Não é nada bonito.



Sarah Moustafa

sábado, 16 de setembro de 2017

!



Questões a considerar quando estás a tentar recuperar o teu poder pessoal e a noção de valor que alguém , pela sua falta de cuidado, deturpou.
Recorre insistentemente á memória seletiva , se eles podem distorcer factos porque tu não podes seleciona-los ? , escolhe os momentos e as palavras , em que os filhos da mãe até disseram algo de jeito , e por menos autêntico que possa ter sido e apenas para ajudar o encontro no vale dos lençóis ,  " vale tudo" , agarra possessivamente os momentos em que te enalteceram/ajudaram  e te disseram coisas como:

- És linda (  right ?? )
- Intrigas-me ( ser portadora de algum mistério torna-nos menos mundanas e imperfeitas )
- Gosto da forma como pensas ( também eu querido, também eu  )
- Es boa comunicadora  ( exceto quando tentas falar para mim , ai já não te percebo )
- Vais ser muito bem sucedida, Vais voar alto ( e para bem longe, foi isso que quiseste dizer ?!)
- Isto da dieta integralmente vegetariana não é para ti ( custa admitir mas estava certo )
- Perturbas-me ( hoje em dia já não sei se considero isto um elogio )
- És diferente ( isto também se vira muito facilmente contra ti , epá diferente mas só até certo limite senão deixas de ser adequada para o que  eu procuro )
- És capaz de tudo ( menos fazer-te amar-me da forma que mereço ? )

Se eles foram capazes de ver , porque não serás tu ?
Eu tive que aprender a tornar-me menos introspectiva e profunda e encontrar no básico,
a superfície rasa para justificar e pacificar certos assuntos.
Quando estes começam a interferir com uma saudável manutenção do teu cérebro e deixas de ver a realidade de quem és a frente do espelho , sabes que estás em grandes problemas.
É altura de estabelecer uma relação mas contigo própria.
E sinceramente... antes fugia deste horrendo conceito , mas se por uma questão de sobrevivência assim for, reduz , reduz, reduz.
Reduz tudo o que foram , tudo o que achas que ainda são.
Estão a teu lado?
Demonstram interesse , preocupação  ou iniciativa ?
Respondem te as mensagens , aos telefonemas, aos emails?
Já estão casados e com o seguro de vida feito ? E ainda queres migalhas?
Acabas a adormecer a chorar as mesmas lágrimas de há não sei quantos meses atrás?
Continuas a espera que se arrependam, que se tornem humildes ou se responsabilizem pela sua parte  ?
Dão te as mesmas tangas, as mesmas desculpas e falta delas?
Queres mantê -los na tua vida á força nem que seja como "amigos"imaginários ?

A lista poderia continuar ,

E tu ainda estás achar que são o quê mesmo ?

Senão uma grande lição de amor próprio ou a tua desculpa preferida para te auto destruíres.

Levanta o rabo, calça os sapatos e vai dançar.

Ninguem o pode fazer por ti,
nem o parceiro dos teus sonhos.
Deixa -o lá,
na La La Land.

P.s - Isto é tudo válido para Homens tambem
mas têm que ser mesmo HOMENS.
;)

Sarah Moustafa





" "




Se as horas passam e nada acontece,
O tempo urge,
será tudo 1 teste ?
A paciência é pavio que estende,
e não encurta.
A vida se calhar ainda não vai a meio,
ou já está perto do fim.
Não a sabemos aproveitar ?
Ou não dá para dela desfrutar,
porque ainda falta "aquilo" ?
A peça fundamental ,
E se esta acaba derrubada?
Check mate , Check mate , Check mate .
O jogo já não vale a pena,
as cartas estão gastas,
ou talvez nunca tenhas tido perfil
para compreender as regras essenciais,
E teres uma chance de ganhar ,
o que  no reverso da moeda,
de inicio já estava perdido .
Levantas-te da mesa.
Merry Go Round.
Usas o relógio no pulso,
fica sempre bem.
Não lhe dês excessiva importância,
mas não te esqueças
que os ponteiros levam-te com ele.
Entre vírgulas e parêntesis
nunca sabes quando
o ponto é mesmo final.
E de repente ,
a tinta acaba  ,
E o papel fica  sem qualquer
propósito ou sentido.

Então ... tenta sempre a tua "Sorte".´,
porque o "Azar" é garantido.







Sarah Moustafa


sexta-feira, 15 de setembro de 2017

...


Quando a paixão assolapada
te envenena,
e te rouba a força vital,
e te atira ao quinto dos infernos.
e o formato de um sorriso,
ou o estranho cheiro,
de quem passa
e deixa o rastro
do seu perfume lunar,
por anos e anos,
Tornando a dança
dos teus fantasmas vívidos, 
Deixa estar.
Quando estás
sem cabeça,
sem tempo,
sem espaço ,
para te recuperares,
porque não sabes como,
ou o que te falta exatamente,
o que te roubaram ?
O que te levaram,
do âmago ?
quando nada volta ao sitio,
quando todos os lugares no mundo,
se tornam pequenos
e todos os outros interesses
desporpocionais,
Deixa estar.
quando o teu coração sangra,
despercebido no dia a dia
ocupado e veloz,
cheio de vazios e distrações,
e a voz falha,
e o corpo paga.
Deita -te ,
vê o tecto desabar,
ou o chão fugir,
o tempo a passar,
Deixa estar.
Adormece ao som
do crepitar da mesma lareira,
que te matou .
Das cinzas,
algo sempre se renova,
o choro da fénix,
dizem cura o impossivel,
dá vida á morte.
Deixa estar.

Porque só vale a pena
em vida ou morte, 
apaixonares -te,
se tiver sido assim.

Letal .



Sarah Moustafa 



quinta-feira, 14 de setembro de 2017

!




A parte boa disto tudo é que existe sempre alguma forma de lucrar através dos retardados, traidores, desertores, trastes , malabaristas, cobardolas e tristes palhacinhos que nos passam pela vida
e temporariamente nos deixam K.O.
Sim , não parece, mas é temporário .
E quanto mais foco existir nos rendimentos que a nossa miséria pessoal, pode trazer ,melhor flui um peculiar processo de cura.
Escrever até a exaustão sobre o assunto , cantar a mesma música até a rouquidão, dar corpo ao manifesto e cara á situação, sem vergonha nenhuma.
Chorar baba e ranho , permitires -te ser criancinha  birrenta, chata, carente , vulnerável , admitires que estás na merda e que nada te ajuda a sentir melhor, afastares te de pessoas pseudo espirituais e de conselhos como " vai passar " " ele /ela não te merece " "estás melhor assim " " ela/ele é que perde " "esta dinâmica é tóxica " " não dês mais energia ao assunto " " cala aí o coração só um bocadinho "
" é tudo uma ilusão " " tens de desapegar " " ama-te a ti própria "  etc... e podia ficar aqui o dia todo.
Como se tu própria não tivesses já considerado todos esses pontos e dado voltas e voltas e voltas á situação, como quem tenta montar um cubo de rubik pela milésima vez.
Vais estar sentada /sentadinho muito tempo no escuro .
Até descobrires que alguns "clichês " até têm alguma validade , quando começas a tirar as vendas do medo e consegues ver as estrelas a iluminarem o caminho da trampa onde estás .
Continua a cheirar mal mas uma centelha ressurge.
Afinal o Eclipse não é total .
E descobres a receita improvável do que para ti será o caminho do progresso.
Vais ser mal interpretado/a , e poucos serão os que conseguem entender o fundo , a origem  , onde encaixas os alicerces do exuberante Império que a partir da dor, do luto, da solidão podes criar.
Fama , fé ou fortuna., são receitas infalíveis .
Uma destas três alcançarás .
Não dá para esperar por milagres , vai atrás deles .
Usa o/a idiota que te deixou num farrapo a teu favor.
Afinal Kurt Cobain agradecia a tragédia, pois ela é necessária para a criação de arte.
Ou a teimosa da Adele que insiste em usar o mesmo Ex nas suas melodias , e como lhe compensou .
Lucro , Muito Lucro.
Minas de Ouro.
Porque por esta altura , tu já deves entender que o completamente  desalinhado/a , perdido , é apenas outro traço continuo na longa estrada á tua frente.
E que riqueza é fruto da sementeira interior, e da verdade irreverente que destila do teu coração todo desconcertado . 
Repara podes não ultrapassar, mas os olhos coloca-os para a frente.
E levas o melhor dos dois mundos, até assim quereres e precisares.

So,
Keep it coming Bastards .


Sarah Moustafa